Google+ Followers

Igreja Evangélica Congregacional de Vila Mury

sexta-feira, 25 de abril de 2014

confiança em Deus

"Aquietai-vos, e sabei que Eu sou Deus." Salmo 46.10.
 

 
No dia 27 de maio de 1974, Debbie Dortzback, 24 anos, estava fazendo sua movimentação rotineira num hospital-missão da Etiópia quando se viu frente a frente com um homem mascarado que lhe apontava uma arma. A Frente de Libertação da Eritréia seqüestrou-a e manteve-a em seu poder durante 26 dias num esconderijo em vila remota.
 
"A parte mais penosa deste suplício não foi comer numa caneca, ou ter meu lugar de abrigo numa cabana de toras, ou ficar apavorada ante as armas que os homens portavam", Debbie escreveu mais tarde. "Foi, na verdade, manter calma, e descansar na certeza de que Deus ainda estava no controle." No dia 9 de junho Deus fez alguma coisa para mostrar a Debbie que Ele tinha o domínio da situação. Ela teve permissão para usar um rádio, permissão esta que lhe foi dada por um de seus captores. Virando os botões, tudo que ela pôde ouvir foram estáticas e uma confusão de línguas que ela não entendia. Então, subitamente, Debbie ouviu uma voz falando em inglês. Aumentou o volume, aplicou o ouvido, e ouviu um ministro falando de uma terra longínqua. Ele dizia:
 
"Que devemos fazer quando sobrevêm problemas em nossa vida, quando somos postos em face da separação de pessoas às quais amamos, quando chegamos ao completo fim de nossos próprios recursos?" "Isto é justo para mim", Debbie pensou ao ouvir ainda as seguintes palavras do pregador:
 
"Tudo ao nosso redor pode mudar, mas há uma coisa imutável: a Palavra de Deus permanece inamovível. Deus não muda. E nEle que temos de pôr toda a nossa confiança e saber que Ele é inteiramente capaz de nos prover a solução e a paz." A voz terminou e outro programa entrou no lugar. Deixando o rádio, Debbie saiu fora. Agora parecia-lhe que tudo ao redor lhe falava do amor de Deus: os insetos povoando os arbustos, as borboletas que voavam ao redor e pousavam na rocha, e o excitado balido de uma ovelhinha extraviada do rebanho. Tudo lhe dizia que Deus estava perto, e ela estava aprendendo a aquietar-se e a aprender de Deus.
 
E você, já aprendeu a aquietar-se e confiar em Deus? Encontre uns poucos momentos hoje. Vá a algum tranqüilo recanto onde possa sentar-se e pensar em Deus. Afaste-se um pouco do ambiente ferviIhante em que vive e dos amigos, do rádio e da TV. Aquiete-se e saiba que Deus cuida; ouça-O falar a você.


blog diácono vitorino elizeu adaptado