Google+ Followers

Igreja Evangélica Congregacional de Vila Mury

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

ai daquele...

“Ai do mundo, por causa das coisas que fazem tropeçar! É
inevitável que tais coisas aconteçam, mas ai daquele por meio de
quem elas acontecem!”
-- Mateus 18:7



Nesta vida enfrentaremos tentações e todo tipo de tropeço. É
inevitável. Mas isso não desculpa quem for responsável pelo
tropeço. Não é só a pessoa que causa o tropeço, mas também aquela
que leva alguém para dentro de uma situação em que ela é tentada e
cai em pecado. Somente porque uma outra pessoa tem condições
mentais e emocionais de tomar sua próprias decisões, eu não fico
isento da minha responsabilidade ao influenciá-la. É por isso que
Deus nos alerta tanto sobre nosso exemplo e nossa influência. Eu
preciso assumir responsabilidade pela minha influência, direta ou
indireta, intencional ou sem querer. Se é justo eu ser
responsabilizado pela minha influência, isso significa também que
eu tenho escolha. Eu posso evitar situações ou atitudes que podem
levar alguém a cair. Se você já fez alguém tropeçar, você precisa
se arrepender e buscar reparar o dano. Desta forma as palavras de
Jesus podem levar ao arrependimento e à salvação, tanto sua, quanto
daquele que caiu por sua influência.




hermeneutica

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

infinitamente mais

Jesus saiu dali e foi para a beira do mar da Galiléia. Depois
subiu a um monte e se assentou. Uma grande multidão dirigiu-se a
ele, levando-lhe os mancos, os aleijados, os cegos, os mudos e
muitos outros, e os colocaram aos seus pés; e ele os curou. O povo
ficou admirado quando viu os mudos falando, os aleijados curados,
os mancos andando e os cegos vendo. E louvaram o Deus de Israel.
Jesus chamou os seus discípulos e disse: “Tenho compaixão desta
multidão; já faz três dias que eles estão comigo e nada têm para
comer. Não quero mandá-los embora com fome, porque podem desfalecer no caminho”.
 Mateus 15:29-32
A cena provavelmente parecia igual a qualquer hospital público. Centenas de doentes esperando por ajuda. Podiam ficar horas esperando, muitos começando a passar fome. Se a cura viesse, tudo que passavam seria “café pequeno”. Mas, Jesus, filho do nosso bom Pai, não fica satisfeito em apenas curar. Ele quer alimentar também. Para Jesus esse povo merece tratamento de primeira. Como nosso Deus é bom! Como ele é diferente de nós. Para nós “bom” é cumprir ou providenciar o mínimo. Para Jesus bom é dar tudo que você tem e tudo que pode, e até o que não tem e não pode. Deus sempre vai além. Para aqueles que O servem, é bom lembrar disso. Deus sempre vai além. Além das nossas expectativas. Além das nossas forças. Além do limite da nossa visão. Como nós somos abençoados quando, pela fé, deixamos ele ir além! Tem algo em que sua visão pode estar limitando a ação de Deus? Tem algo onde Deus pode ir além, mas, você ainda não o deixa? Deus pode fazer muito mais do que você imagina, mas você tem que deixar tudo nas mãos dele. Isso requer tanta fé. Talvez foi por isso que ele disse que a obra que Deus espera de nós - é simplesmente crer em Jesus (João 6:29). Ore para crer. É isso que mais precisamos.




hermeneutica