Google+ Followers

Igreja Evangélica Congregacional de Vila Mury

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

NÃO SE INTIMIDE

Quando ele já estava perto da descida do monte das Oliveiras,
toda a multidão dos discípulos começou a louvar a Deus alegremente
e em alta voz, por todos os milagres que tinham visto. Exclamavam:
“Bendito é o rei que vem em nome do Senhor!” “Paz no céu e glória
nas alturas!” Alguns dos fariseus que estavam no meio da multidão
disseram a Jesus: “Mestre, repreende os teus discípulos!” “Eu lhes
digo”, respondeu ele; “se eles se calarem, as pedras clamarão.”
Lucas 19:37-40













É incrível pensar, mas, em vários países hoje ainda é crime proclamar Jesus como Messias. Até nos Estados Unidos a leitura da Bíblia é proibida em escolas públicas. No Brasil e em outros países "Cristãos" vê-se cada vez mais a proclamação do Evangelho ameaçada com limitações na livre expressão. Mas, os verdadeiros discípulos de Jesus jamais se calarão. Eles não serão intimidados. Você sente esta necessidade de falar de Jesus? Ou já se apagou esta chama? Ore a Deus, peça que ele acenda em seu íntimo a paixão que você sentia no passado por Jesus. Não é só emoção, mas também o reconhecimento do quanto Jesus fez por você, que gera um ardor recíproco por ele. Afinal, dá para deixar de falar daquele que lhe resgatou das trevas, salvou sua vida, lhe deu um novo propósito e ainda voltará um dia para lhe levar para uma moradia eterna? Dá para deixar de falar dEle?



hermeneutica

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

perseverar em oração

E o Senhor continuou: “Ouçam o que diz o juiz injusto. Acaso
Deus não fará justiça aos seus escolhidos, que clamam a ele dia e
noite? Continuará fazendo-os esperar? Eu lhes digo: Ele lhes fará
justiça, e depressa. Contudo, quando o Filho do homem vier,
encontrará fé na terra?”
Lucas 18:6-8
Vale a pena insistir em oração? O autor Steve Farrar conta a história de George McCluskey, que, quando casou e começou a criar filhos, decidiu investir uma hora por dia em oração. Ele queria que seus filhos seguissem Jesus. Com o tempo ele orou pela fé de seus netos e bisnetos. Cada dia ele passava uma hora em oração pelas próximas gerações da sua família. As duas filhas dele se converteram e se casaram com homens que entraram no ministério Cristão em tempo integral. As quatro netas de Farrar se casaram com pregadores e seu neto se tornou pastor. Os primeiros dois bisnetos, quando entraram na faculdade, moraram juntos. Um deles entrou no ministério Cristão, o outro não. O segundo se formou em psicologia e começou a escrever livros para orientar pais na criação de seus filhos. Com o tempo ele começou a falar no rádio e seus livros alcançaram cada vez mais Cristãos. O nome daquele bisneto de George McCluskey é James Dobson. Por meio da perseverança diária nas suas orações, George McCluskey teve um impacto nas vidas não só da sua família, mas, de milhares de famílias e de várias gerações. Você tem clamado a Deus dia após dia? Embora você possa não estar vendo as respostas dEle, Deus está ouvindo as suas palavras. O que será que Deus pode fazer com a sua perseverança em oração? Quem está ouvindo é o Deus de Abraão, Isaque e Jacó. O mesmo Deus de George McCluskey, James Dobson e, um dia, de seus netos. Não desista!






hermeneutica

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

oração

Então Jesus contou aos seus discípulos uma parábola, para
mostrar-lhes que eles deviam orar sempre e nunca desanimar. Ele
disse: “Em certa cidade havia um juiz que não temia a Deus nem se
importava com os homens. E havia naquela cidade uma viúva que se
dirigia continuamente a ele, suplicando-lhe: ‘Faze-me justiça
contra o meu adversário’. “Por algum tempo ele se recusou. Mas
finalmente disse a si mesmo: ‘Embora eu não tema a Deus e nem me
importe com os homens, esta viúva está me aborrecendo; vou
fazer-lhe justiça para que ela não venha mais me importunar’ ”.
                                                                         Lucas 18:1-5




Já teve a impressão que Deus não estava ouvindo sua oração? Já
pediu e pediu e rogou, mas, sem resposta? Algumas pessoas ficam com
a sensação de que Deus não está ouvindo. Ou, se Ele estiver
ouvindo, não está disposto a atender o seu pedido. Será que é isso?
Ou, será que Deus sabe que, para alguns de nós, a única maneira de
nos aproximar dEle é por meio de uma longa caminhada em oração na
qual aprendemos a confiar e esperar nEle? Em alguns casos, aquele
pedido, talvez por uma cura, talvez por um emprego ou marido nunca
é recebido como nós pedimos. Mas, conhecendo Deus ao longo de um
processo de oração, chegamos finalmente ao ponto de conhecê-lo tão
bem que podemos aceitar qualquer resposta que ele der, sabendo que
é o melhor. Você já chegou lá?


hermeneutica